Não seja o Designer Chato

Olá pessoal, neste post vamos trocar uma ideia sobre relacionamento com o cliente e alguns erros clássicos de alguns profissionais nesta parte tão importante de qualquer profissão, fique a vontade para ver o vídeo, ou ler o texto abaixo, o conteúdo é o mesmo.

Se você quer ser um designer, mas é daquele tipo de pessoa que não gosta que os outros discordem do seu ponto de vista, que é irredutível e não aceita uma opinião diferente da sua, eu tenho uma péssima notícia pra você…

Trabalhar com Design, não é como trabalhar com uma ciência exata, onde 1+1 é 2 e ninguém discute, trabalhando com design você vai precisar ter a capacidade de criar algo que pra você é lindo, mostrar para seu cliente, ele pedir várias alterações, você entender o que ele está querendo e adaptar aquele projeto da forma que seu cliente quer e fiquei visualmente bom, afinal, é um trabalho feito por você, você não vai querer entregar algo ruim com seu nome nos créditos, certo?

Muitas vezes os designers erram em se apegar muito com o projeto, quando na verdade aquilo não pertence a você e sim ao seu cliente, quem vai olhar para aquele logo, aquele site, ou aquela papelaria todos os dias é seu cliente e não você, um dos grandes erros cometidos por designers é levar para o lado pessoal quando algum projeto seu é reprovado, ou quando seu cliente diz que não gostou daquilo que você fez com tanto cuidado. Não se apegue pessoalmente com suas criações, não encare uma reprovação como se alguém estivesse xingando o seu filho, seja profissional! Respire fundo, entenda a necessidade, altere, entregue e parta para o próximo trabalho!

Outro grande erro é você achar que seu cliente “não manja nada” e se irritar com as alterações pedidas, como se as alterações estivessem estragando a sua “obra de arte”, é importante você entender que você, como designer, entende mais sobre design, mas seu cliente entende muito mais do que você sobre o negócio dele, então ele sabe mais do que ninguém das necessidades dos clientes e da empresa dele, o seu trabalho é compreender isso e fazer de maneira agradável visualmente.

Óbvio que existe um equilíbrio nisso, em alguns casos o cliente te pede algumas coisas que realmente vão tornar o trabalho ruim, o seu trabalho neste caso, é mostrar para ele um caminho, um meio termo entre o que ele quer e o que é bom visualmente, eu não estou falando que você tem que abaixar a cabeça e fazer tudo exatamente como ele está pedindo, você é o profissional, para isso você está sendo contratado. Uma coisa que eu já fiz algumas vezes e funcionou, é criar um modelo exatamente como o cliente quer, e outro modelo como você acredita que vai ficar melhor visualmente, justificar o porque você acredita que a sua opção é melhor e deixar o cliente escolher.

E por último, para encerrar este texto, este ponto é bem pessoal, não é uma regra, mas é assim que eu gosto de agir com os meus clientes: Não seja o chato, ninguém quer trabalhar com alguém chato e teimoso, eu gosto de discordar uma única vez do meu cliente, ele me pediu uma coisa, eu fiz, ele não gostou e me pediu uma alteração absurda, que eu discordo totalmente, eu discordo uma vez e explico porque acho melhor não seguir por aquele caminho, se ele insistir, eu entrego da forma que ele deseja, assim você mostra que é profissional e que tem opinião, mas também mostra que sabe lidar com as adversidades e com opiniões diferentes, o que é muito bom no relacionamento com seu cliente.

Fique a vontade para comentar com sugestões críticas ou eventuais dúvidas, aqui ou pelo YouTube.

Apoie o canal e ganhe recompesas!
Importante, não se esqueça de se inscrever no canal para receber os próximos vídeos.
Curta também a fanpage do canal no Facebook.
Me siga no Instagram @DanielSpacof, sempre que sair um vídeo novo eu posto um aviso no Instagram Stories.
Abraço a todos!

Adicionar a favoritos link permanente.